quarta-feira, 22 de março de 2017

ES - Criadoras de Spitz Alemão são denunciadas por exercício ilegal de medicina veterinária e maus tratos.


Reprodução Print de vídeo/ Facebook
Vários vídeos estarrecedores começaram a circular no facebook na semana passada onde cães da raça Spitz Alemão de uma criadora no Espírito Santo cujo canil se chama Blue Point estão em mesas de cirurgia sendo costurados e passando por procedimentos cirurgicos ao mesmo tempo em que se movimentam e chegam a ganir de dor.

video

Evidentemente que os vídeos causaram muita revolta e indignação por parte de quem acessou os e por chegar a ser até mesmo surreal poucos partilharam porque com certeza nem acreditavam no que estavam vendo.
Após muitos compartilhamentos a denúncia chegou ao CRMV/ES que se prontificou a fazer a averiguação e possível punição por prática de exercício ilegal da profissão de veterinária já que as proprietárias do Canil Blue Point além de não terem licença para realização de cirurgias nem quem as está realizando é veterinária.


A Deputada Estadual e presidente da CPI dos Maus Tratos aos Animais da Assembléia Legislativa do ES Janete de Sá também se mobilizou para realização de uma vistoria ao Canil Blue Point. A vistoria não encontrou nem licença de funcionamento do canil nem sequer um veterinário responsável.
O incrível é ver o descaso do poder público em relação a estes criadores já que segundo as proprietárias já estão no mercado há cerca de 30 anos.
Vejam sobre a vistoria na fanpage da deputada https://goo.gl/75k3ra

Em um das entrevistas a emissoras de TV uma das criadoras que aparece no vídeo fazendo cirurgia em um spitz alega que havia uma veterinária e que aquilo tudo foi momentâneo.

video


Até o momento em que fizemos este material a página do facebook do Canil Blue Point estava fechada.


Fontes:
https://goo.gl/b9bg4x
https://goo.gl/nAJP0k

Nota:
Enquanto não houver seriedade por parte das autoridades competentes para que haja fiscalização e punição a estes criadores inescrupulosos os animais continuarão a sofrer e a ser usados e descartados após uma vida sendo utilizados para gerar lucro.
Enquanto a sociedade não se conscientizar de que vidas não deveriam ser vendidas nem compradas como se objetos fossem jamais avançaremos na questão dos direitos dos animais em sua plenitude.


Nenhum comentário:

Postar um comentário